Bronze

O termo server management(gerenciamento de servidor) pode trazer várias conotações à mente do ouvinte. Dependendo do tipo de servidor – servidor de aplicações, servidor virtual ou servidor físico, os problemas de cada um são diferentes. Mas duas tarefas surgem instantaneamente em  nossa mente: tarefa de configurar e monitorar o servidor.

image001.png

A aplicação de gerenciamento do servidor pode visualizar as configuração dos servidores de produção, e seus parâmetros, tais como conexões de banco de dados, tamanho da memória e etc. A aplicação de gerenciamento da infraestrutura virtual de um data center é utilizada para verificar as tarefas do servidor, tais como, acesso e armazenamento de imagens virtuais, tipos de sistemas operacionais e tudo mais sobre as máquinas virtuais. A aplicação de gerenciamento da infraestrutura lida com tarefas do servidor físico, tais como, alimentação elétrica, firmware e configurações de rede do servidor.

Uma vez que os servidores foram ligados, eles precisam ser monitorados. Servidores podem ser monitorados através de sua disponibilidade, alertas, comparação entre informações de erro e etc. Um gerenciador de desenvolvimento de software pode procurar falhas nos logs do servidor sobre conexões à banco de dados ou erros de código (code exceptions). Uma gerenciador de máquinas virtuais pode procurar por máquinas virtuais “barulhentas” (noisy) que prejudicam outras máquinas virtuais. Um gerenciador de servidores físicos pode monitorar hardware, energia ou falhas de conexões de rede. Depois de detectar qualquer falha, os gerenciados precisam analisar a causa do problema, determinar uma ação corretiva e fazer a mudança necessária na configuração para corrigir o problema.

image003.png

Geralmente, o gerenciamento inicial do servidor é feito através da interface gráfica. Isto é muito útil durante o desenvolvimento e para o monitoramento visual.Mas, a  equipe de desenvolvimento e de operações poderia necessitar de uma interface de linha de comando e a sua capacidade de criar script, de forma a agilizar a inicialização/desligamento do servidor e mudar parämetros de configuração. Isto permite uma implantação rápida e esquematizada do servidor.  E a característica principal é quando um servidor possui uma interface de programação (API) e um software que pode configurar e monitorar automaticamente o servidor com base em politícas pré-determinadas. Imagine um cenário ideal, no qual o software de gerenciamento detecta quando um servidor cai, determina a causa e alerta a equipe de operações sobre isso e automaticamente reinicia o servidor com uma configuração segura. O Cisco UCS possui todas as características necessárias para trazer esse “cenário ideal” a realidade dos servidores físicos.

image004.png

O Cisco UCS Manager é um gerenciador de dispositivo unificado que roda no Fabric Interconnect e provê as funcionalidades necessárias para o gerenciamento do equipamento. O Fabric Interconnect Switch do Cisco UCS provê baixa latência, provê interfaces 10 Gigabit Ethernet e Fibre Channel over Ethernet (FcoE). O UCS Manager provê funcionalidades de configuração e monitoração para gerenciar servidores físicos e dispositivos de rede do UCS (tal como IOM). Para mais informações sobre o UCS manager, consulte o Documento de arquitetura do UCS manager.

Para simplificar o gerenciamento do servidor, o UCS manager provê interface gráfica, interface de linha de comando e uma API XML. Usuários podem escrever sua própria aplicação personalizada para gerenciar os servidores.  E com o Emulator do UCS, você pode até “brincar”  no equipamento – tudo isso sem custo.

Em uma entrevista recente, Lew Tucker (Cisco Cloud CTO), explicou como uma API (tal como, UCS Manager XML API) pode ser considerado como um componente critico do Cisco Unified Management e os data centers do futuro.

Fonte: https://supportforums.cisco.com/community/netpro/data-center/unified-computing/blog/2012/02/29/basic-server-management-and-beyond

426
Apresentações
5
Kudo
0
Comentários