Este artigo mostra os diferentes elementos que compões uma arquitetura que utiliza vPC (virtual Port Channel):

vPC components.png

vPC Peer Device: NEXUS 7000 ou 5000 pertencente a um vPC Domain, ou seja, que compões um vPC com outro NEXUS 7000 ou 5000 (respectivamente). É importante ressaltar que os vPC Peer Devices devem ser do mesmo modelo (2 NEXUS 7000 ou 2 NEXUS 5000).

vPC Peer-Link: link camada 2 entre dois vPC Peer Devices utilizado para comunicação via CFS. Este protocolo permite a  sincronização e verificação da consistência dos parâmetros informações  dos vPCs entre os vPC Peer Devices. Recomenda-se a utilização de um port-channel (convencional) formado de duas portas 10GigabitEthernet.

vPC Peer-Keepalive link: link camada 3 utilizado para enviar pacotes keep-alive com o intuito de se checar se os dois Nexus (Peer Devices) estão respondendo e aptos a manter suas funções no vPC Domain. No caso de falha do vPC Peer-Link, a detecção de keep-alives entre vPC Peer Devices permite que os dois se mantenham encaminhando tráfego. Recomenda-se que seja um link dedicado entre os vPC Peer Devices, incluíndo uma VRF dedicada para este tráfego.

vPC Domain: Domío que identifica quais dispositivos (vPC Peer Devices) são responsáveis por determinado conjunto de vPCs. Um vPC Peer Device pode pertencer a um único domínio e um vPC também pode pertencer a apenas um domínio.

vPC Member Port: porta do switch parte de um vPC (compõe um port channel junto com outra porta no vPC Peer Device).

vPC: port-channel formado com "pernas" e dispositivos distindos (2 NEXUS, vPC Peer Devices).

vPC VLAN: VLANs que são transportadas atráves do vPC Peer-Link e utilzadas para comunicação através dos vPCs. Uma vez definida no vPC Peer-Link, uma VLAN passas a ser uma vPC VLAN.

Orphan Port: porta que pertence a uma VLAN de vPC, mas que se conecta a apenas um vPC Peer Device.

non-vPC VLAN: VLANs que não são parte de nenhum vPC, nem estão presentes no vPC Peer-Link.

455
Apresentações
20
Útil
0
Comentários