Configurando o Cisco Overlay Transport Virtualization.

Elaborei um LAB  usando dois Switches Nexus 7000, cada um com quatro VDCs, dois Switches Nexus 5000 e um switch Catalyst 3750.
Emulando dois sites dentro do mesmo Data Center. Site1 inclui Switches 11-14 (quatro VDCs em N7K-1) e Switch 15 (N5K), enquanto Site2 inclui switches 21-24 (quatro VDCs no N7K-2) e switch 32 (3750).
Esta será a topologia utilizada no nosso site:


Passo 1:  feature  OTV
Habilite a feature  OTV dentro do VDC. Para utlilizar o  OTV  será necessário uma licença especial chamada : Transport_Services_PKG.  Alternativamente, se apenas para testes ou POC, habilite o grace-periodic, que permitirá uma demo por um periodo de 120 dias para usar e testar.

 

Passo 2: VLANs
Crie e identifique as VLANs que devem ser estendidas entre os Data Centers.
Certifique-se que todas as VLANs estão ativas.

Passo 3: OTV site-VLAN
Por default, a  VLAN 1 vai será usada. Recomenda-se usar uma VLAN dedicada.
A VLAN alocada para o Site-VLAN não pode ser estender através do overlay. Como resultado, o mesma VLAN pode ser usada em ambos Data Center. Mesmo se tiver apenas um OTV Edge device, o Site VLAN ainda deve ser definido. Criar  e definir uma nova VLAN para ser usada como OTV Site-VLAN.

Passo 4: Join Interfaces
Apenas uma Join interface pode ser especificada por overlay em cada dispositivo. Configure um endereço IP em cada interface física conectada à rede IP, ative o IGMP v3 (obrigatório fazer join nos grupos SSM). Não ative o PIM na Join Interface.

Passo 5:  As interfaces internas
Configure as interfaces LAYER 2 de cada Data Center. Estas são as interfaces que irão participar na STP e de aprendizagem dos endereços MAC a partir do Data Center local. É recomendado  apenas as VLANs relevantes sobre essas interfaces, ou seja, as VLANs para ser estendidas e a Site-VLAN. Faça quaisquer configuração de STP, caso necessário.

Passo 6: Overlay Interface 
Crie uma a interface Overlay lógica.  Multiplas Interfaces Overlay  podem ser usadas para permitir que diferentes VLANs usem caminhos diferentes na rede IP, mas são necessárias duas condições para isso. O número de overlay deverá corresponder entre Data Center e uma VLAN só pode ser atribuída a um overlay. Desabilite a a interface Overlay antes de configurá-la. Especifique o  OTV Control-group e OTV Data-group.

Passo 7: VLANs estendida
Adicione as VLANs que serão transportadas através do overlay.

Observe que o Site-VLAN não é prorrogado.

Passo 8: valores de MTU
Configurando os valores de MTU dentro dos Data Centers é o menos importante, mas na rede IP os valores deverão ser corretos. Lembre-se que o bit DF é definida em todos os pacotes OTV saindo de  um Edge device.

Passo 9: “No shutdown” na  Interface overlay
Se houver apenas um  OTV Edge device presente por Data Center local, este passo é trivial. Se houver dois  OTV Edge device por site para fins de compartilhamento de carga, por uma questão de estabilidade, verifique se a conectividade está OK antes de levantar a redundância.

Passo 10: Teste de Conectividade
Um simples ping de um Data Center para outro será o suficiente. Este, porém, não pode ser feito a partir dos OTV Edge device, já que eles não têm SVI das VLANs estendidas. No início, é normal perder o primeiro / segundo ECHO para o tempo limite. Este é o tempo que leva para o processo de solicitação ARP IP para completar e permitir OTV para anunciar os endereços MAC recém-aprendidos de ambos os Data Centers.

Histórico de versão
Revisão #
1 de 1
Última actualização:
‎10-07-2014 10:34 AM
Actualizado por:
 
Etiquetas (1)