CRS-3 Architeture - Webcast FAQ

]]

P: O CRS-3 tem as mesmas difinições que os Netapp?
R: Poderia clarificar sua pergunta (que tipo de definições)? NetApp é uma fabricante focada em armazenamento de dados. o CRS é um equipamento projetado para o "core" de operadoras. São dois equipamentos com propostas diferentes. Espero ter clarificado.

P: O que preciso fazer para migrar meu CRS-3 para um CRS-X?
R: Basicamente substituir as Fabric cards de 140G por Fabric cards de 400G. Se você ainda estiver usando um chassis legacy, deve substituí-lo por um chassis enhanced também.

P: Posso utilizar o CRS-3 em uma configuração back-to-back? 
R: Sim. Você pode configurar o CRS-3 para operar em single chassis, back-to-back e multi-chassis.


P: Gostaria de saber se a MSC é hot swap?
R: Sim. Tanto a MSC quanto a PLIM são hot swap.

P: Posso ter um mix de Fabric cards de 40G e 140G em um mesmo chassis?
R: Este tipo de configuração não é possível. Todas as Fabrics do sistema devem possuir o mesmo throughput.

P: O CRS possui alguns mecanismos de controle como LPTS. É possível configurarmos esses mecanismos? Pergunto isso porque em alguns casos o LPTS dropa icmp por exemplo, e as vezes preciso fazer algumas validações e preciso do icmp liberado para testes de pi.
R: O LTPS é similar ao mecanismo de CoPP existente no IOS. O LPTS está presente na arquitetura de IOS-XR e consequentemente no CRS. O LPTS possui valores default de threshold mas podem ser configurados para melhor adequar a necessidade do cliente.

  

Histórico de versão
Revisão #
1 de 1
Última actualização:
‎02-29-2016 02:35 PM
Actualizado por:
 
Etiquetas (1)