cancelar
Mostrar resultados para 
Pesquisar em vez de 
Queria dizer: 

Protocolo de roteamento Border Gateway Protocol (BGP) - Webcast FAQ

 


Introdução


      


      Juan Carlos Rangel é formado em Engenharia de Sistemas de Computador pela Universidade das Americas em Cidade do Mexico (UDLA) e trabalha na Cisco como Engenheiro TAC na area dos protocolos de roteamento. Tem bom conhecimento da rede America Movil Internacional por ter trabalhado no centro de atendimento ao cliente da Telmex. Também trabalhou em empresas como HUAWEI, CITI e atualmente CISCO. Possui as seguintes certificações: CCNP R&S, CCNP Security, CCNP Service Provider,Huawei HCDA e ITIL v3 Foundation.
 
Você pode fazer o download da  apresentação em formato PDF aqui. Também pode encontrar a sessão de Pergunte ao Especialista do evento aqui.

 




Protocolo de roteamento Border Gateway Protocol (BGP)



 

Q:  Caros, que livro da Cisco explora assuntos da certificacao service provider ccna?

A:  Bom dia Julio. Temos o Livro MPLS Fundamentals by Luc De Ghein, Published Nov 21, 2006 by Cisco Press. Part of the Fundamentals series.

Q:  Para formar o MH, os links desta interconexão podem ter largura de banda diferentes? 

A: A resposta é sim, devido que o balanceamento de cargo é manejado não pelo BGP, mas sim pelas rotas estáticas.

Q:  Nesses últimos slides, a redistribuição foi feita de bgp para o eigrp e depois do BGP para eigrp ? 

A: Na seguiente configuração temos o Roteador RTC que tem EIGRP

RTC#
router eigrp 10
network 175.220.0.0
! Na seguiente linha vamos redistribuir as rotas de BGP dentro do EIGRP
redistribute bgp 200
metric 1000 100 250 100 1500

router bgp 200
neighbor 1.1.1.1 remote-as 300
network 175.220.0.0 mask 255.255.0.0
redistribute eigrp 10
Na seguiente linha vamos redistribuir as rotas de EIGRP dentro do BGP.

Q:  É possivel filtrar o recebimento de rotas com route policies também? 

A:  Para IOS/IOS-XE as opções para fazer filtro da rota é com "route-map", "prefix-list", "distribute-list" ou "filter-list". Para IOS-XR pode utilizar RPL (Route Policy Language)

Q:  Trabalho na NET(Claro S.A), temos 16 datacenters que recebem full routing IPv6 da EBT, portanto para permitir a troca de prefixos entre as operações NET utilizamos o atributo allowas-in. Por favor, poderiam citar exemplos de cenários onde está configuração  e o atributo allowas-in é necessario e os riscos de desativar o mecanismo de prevenção de loop?

A: Postada no Pergunte ao Especialista através do link https://supportforums.cisco.com/pt/discussion/13095416

Q: Qual a diferença entre BGP sequencial e não sequencial dentro do AS Privado?

A: A diferença é o range do AS privado, serial 64,512 ao 65,534. 

Q: No multihop como seta as prioridades?

A: Postada no Pergunte ao Especialista através do link https://supportforums.cisco.com/pt/discussion/13095416

Q: Mas quando é indicado colocar sequncial e quando podemos utilizar o mesmos AS para todos os sites? Me refiro a uma rede MPLS.

A: Tem AS Privados e Publicos
Privados para as operadoras 1-64511
Publicos para todos os CE 64512-65535

Os roteadores CE dos cleintes podem ter os mesmos AS nos sites mas a operadora tem que ter o commando no roteador PE “as-override”
Quando a operadora receva o AS do cliente, vai colocar o AS da operadora e enviar na rede MPLS para outro site,
O outro site vai recever a rota com o AS da operadora. Mas se a operadora nao tem “as-override” o outro site vai recever as rotas com o mesmo AS e o BGP nao vai instalar a rota, isso é um antiloop

Exemplo da linha de configuração no roteador PE da operadora

Tem vizinho BGP com o roteador do cliente
O endereço 201.147.172.98 é do roteador CE do cliente


address-family ipv4 vrf V5642:VPN_EJEMPLO
redistribute connected
redistribute static
neighbor 201.147.172.98 maximum-prefix 100 80 restart 1
neighbor 201.147.172.98 remote-as 65194
neighbor 201.147.172.98 activate
neighbor 201.147.172.98 send-community
neighbor 201.147.172.98 as-override  -----------------------Roteador Vai recever o AS do cliente e colar o AS da operadora para enviar na rede MPLS
neighbor 201.147.172.98 route-map dualhome in
Geralmente é com as redes MPLS, se nao tem as-override outra opção é AS ALLOWAS-IN

Q: O Balanceamento BGP pode utilizar dois PEs distintos no memso PE? O Balanceamento BGP pode utilizar dois PEs distintos no memso CE? Com dois links da mesma operadora.

A: Sim pode utilizas dois PE distintos para ter balanceamento, mas se tem dois operadoras diferntes pode utilizat “maximum-paths” no BGP
Sege a seguiente liga com o exemplo

http://www.cisco.com/c/en/us/support/docs/ip/border-gateway-protocol-bgp/13762-40.html

Q: E quando for uma operadora tipo embratel e outra operadora diferente e queremos fazer o multihop como fazermos podemos utilizar como route map? Para completar a pergunta poderiamos fazer  uma distribuição entre duas operadoras diferententes utilizando o BGP com IBGP sendo ativo ativo e e sem sem ter pacote fora de estado. isso é possivel? Sem ter o pacote fora de estado e o balanceamento é com o BGP.

A: Sim tambem é possivel, Você pode verificar no exemplo “Load Sharing When Dual-Homed to One ISP Through Multiple Local Routers”
http://www.cisco.com/c/en/us/support/docs/ip/border-gateway-protocol-bgp/13762-40.html#anc27

Q: A ponderação aparentemente tem a mesma função de métrica, a ponderação independe da banda dos links RTA e RTB?

A: O BGP utiliza Path Attributes para eleger a melhor rota. MED é um Path Attribute mas a métrica é um processo mais complicado. Você pode verificar mais informações através deste documento http://www.cisco.com/c/en/us/support/docs/ip/border-gateway-protocol-bgp/13753-25.html



Informação relacionada

 

 

 

198
Apresentações
0
Útil
0
Comentários